segunda-feira, 28 de outubro de 2013

DEMÔNIO 27


As mentes mais calmas, os rótulos mais cristalinos e os demônios mais revoltos e sujos debatendo-se para florescer em um lugar maior para contágio e disseminação.
Assim são os dias de tédio e noite de agitos, a areia branca e o mar tempestuoso, as pétalas trazidas pelo vento aqui e as casas jogadas pelo furacão aco-lá, o coração que bombeia as pressas a mensagem que o corpo paralítico aprisiona, as ideias da mente que a timidez prende na boca costurada pela apatia.

Caneta esferográfica, textura, edição PS.

Até a próxima
Douglas Dias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário